Ashoka apresenta novos integrantes da rede de empreendedores sociais de impacto

No ano em que completa 30 anos de atuação no país, a Ashoka homenageou os mais de 370 empreendedores sociais que compõem a sua rede no Brasil.

A coordenadora de fellowship Deise Hajpek apresentou 9 novos integrantes selecionados no ano de 2015 durante a conferência “Reinventando empresas com propósito: por que inovação e propósito são a chave do negócio?”.

Conheça o trabalho desenvolvido por cada um deles a seguir:

Luciana Holtz
(Oncoguia - São Paulo, SP)

Qualidade de vida suporte, apoio em direitos e advocacia para o pacientes com câncer através de portal e tele atendimento com mais de 10 milhões de acessos no Brasil.

 

Ronaldo Lemos
(Instituto de Tecnologia & Sociedade do Rio - Rio de Janeiro, RJ)

Garantir o avanço das tecnologias de informação e comunicação como um fator de expansão de direitos e desenvolvimento social, em iniciativas como o Marco Civil da Internet que reuniu mais de 60 mil assinaturas digitais de apoio.

 

Francimar Fernandes
(Associação de Apoio as Comunidades Afrodescendentes - PB)

Promoção da cidadania, protagonismo e direitos em comunidades Quilombolas, com identificação de 39 comunidades somente no estado da Paraíba e impacto na vida de mais 12 mil pessoas.

 

Fernando Assad
(Programa Vivenda – São Paulo, SP)

Kits de reforma habitacional de baixo custo para solução de patologias em saúde e qualidade de vida de moradores de favelas e comunidades, com 100 famílias atendidas em 2 anos.

 

Maria do Socorro Mendonça
(Instituto Nossa Ilhéus – Ilhéus, BA)

Empoderamento e mobilização de cidadãos através do monitoramento do legislativo para garantir uma democracia participativa na cidades de Ilhéus, via mídias digitais com mais de 70 mil acessos.

 

João Augusto Figueiró
(Instituto Zero a Seis – São Paulo, SP)

Promoção de políticas públicas e mudança cultural com foco na educação para a primeira infância, período fundamental para o desenvolvimento cerebral, emocional e da personalidade.

 

Mundano
(Pimp My Carroça – São Paulo, SP)

Ações criativas que utilizam o grafite para conscientizar a sociedade sobre a questão do resíduo e a importância dos Catadores, com 30 cidades impactadas no mundo.

 

Sebastião Alves
(Serviço de Tecnologia Alternativa – Glória do Goitá - PE)

Agricultural sustentável aliada a melhorias na qualidade de vida no sertão, por meio da combinação de conhecimento e cultural locais com tecnologias modernas de agricultura. Os modelos de desenvolvimento já implementados pelo Nordeste brasileiro podem ser replicado em qualquer lugar do mundo.

 

Jerônimo Villas Bôas
(Kambôas Socioambiental – São Paulo, SP)

Fortalece o cultivo de abelhas nativas, a preservação e a conservação de biomas de fauna e flora, com importante atuação junto à formação de política pública para regulamentação da cadeia produtiva do mel e sua comercialização, no empoderamento e geração de renda para comunidades tradicionais indígenas e ribeirinhas.